UOL Notícias Notícias
 

10/10/2009 - 05h15

Fidel Castro acha positiva escolha de Obama para Nobel da Paz

Havana, 10 out (EFE).- O líder cubano Fidel Castro qualificou hoje de "positiva" a concessão do Prêmio Nobel da Paz ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e a considerou uma crítica à "política genocida que seguiram muitos presidentes desse país".

Em um novo artigo de suas "Reflexões" divulgado pela imprensa oficial, o ex-presidente, de 83 anos, adverte que nem sempre compartilha as posições que outorgam o Nobel, mas que se vê "obrigado a reconhecer" que nestes momentos é "uma medida positiva".

"Muitos opinarão que (Obama) não ganhou ainda o direito a receber tal distinção. Desejamos ver na decisão, mais que um prêmio ao presidente dos Estados Unidos, uma crítica à política genocida que seguiram não poucos presidentes desse país, os quais conduziram o mundo à encruzilhada onde hoje se encontra", afirma Castro.

O ainda primeiro-secretário do governante Partido Comunista de Cuba acrescenta que o Nobel a Obama é "uma exortação à paz e a busca de soluções que conduzam à sobrevivência da espécie".

Segundo Castro, "compensa o revés que sofreu em Copenhague ao perder a disputa da sede das Olimpíadas de 2016, que provocou ataques irados de seus adversários de extrema direita".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host