UOL Notícias Notícias
 

12/10/2009 - 22h17

Minustah anuncia medidas para facilitar investigação sobre acidente aéreo

Porto Príncipe, 12 out (EFE).- A Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah, na sigla em inglês) anunciou hoje que medidas concretas foram adotadas para encaminhar a investigação sobre a queda de um de seus avião na sexta-feira, que deixou um saldo de 11 mortos.

O lugar do acidente foi assegurado e "permanecerá sob controle de segurança até que todos os elementos de informação necessários para a investigação tenham sido recolhidos", segundo um comunicado da Minustah.

A missão lembrou que "de acordo com as normas internacionais, os investigadores do país proprietário do avião (Uruguai) e o Haiti, examinarão os destroços do avião para determinar as causas da tragédia".

Especialistas da ONU também participarão da investigação, "que poderia se estender por várias semanas", afirmou a Minustah.

A missão confirmou que amanhã será realizada uma cerimônia em Porto Príncipe em homenagem às 11 vítimas do acidente, que no sábado foram transferidas para a capital do Haiti.

A cerimônia acontecerá no campo do contingente brasileiro, na periferia norte da capital.

Os corpos das vítimas serão repatriados no mesmo dia para Uruguai e Jordânia, seus países de origem.

Seis militares uruguaios e cinco jordanianos morreram na queda do caça 212.

A aeronave se chocou contra uma montanha perto da cidade de Ganthier, quando sobrevoava a fronteira entre Haiti e República Dominicana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host