UOL Notícias Notícias
 

04/12/2009 - 08h59

Ataque a mesquita em área militar mata pelo menos 14 no Paquistão

Em Islamabad
Pelo menos 14 pessoas morreram nesta sexta-feira (4) e dezenas ficaram feridas em um ataque em de um comando terrorista contra uma mesquita situada na área militar da cidade paquistanesa de Rawalpindi, vizinha a Islamabad, informou o porta-voz do Exército do Paquistão, Athar Abbas.

O ataque aconteceu durante a oração muçulmana da sexta-feira, por volta das 14h (7h de Brasília), quando pelo menos sete terroristas abriram fogo e provocaram várias explosões, possivelmente com granadas, em uma mesquita frequentada por militares perto do quartel-general das Forças Armadas.
  • Farooq Naeem/AFP

    Soldados paquistaneses tomam posição na região da mesquita em Rawalpindi


As forças de segurança mataram quatro dos terroristas, mas três continuam na área, que foi isolada e está sendo sobrevoada por helicópteros militares, segundo a fonte, citada por vários meios de comunicação paquistaneses.

A imprensa informou sobre uma possível tomada de reféns, mas nenhuma fonte oficial confirmou esta informação.

Em 10 de outubro, um comando formado por dez terroristas protagonizou um ataque de mais de 20 horas de duração, com reféns, ao quartel-general do Exército em Rawalpindi.

Neste ataque, 13 membros das forças de segurança e nove terroristas morreram. Pouco depois, o governo ordenou que o Exército lançasse uma operação em grande escala na região tribal do Waziristão do Sul, considerada o principal reduto da insurgência taleban no Paquistão.

Nos últimos dois meses, o Paquistão registrou uma onda de violência, com cerca de 30 atentados que causaram a morte de mais de 500 pessoas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host