UOL Notícias Notícias
 

09/12/2009 - 20h50

Mujica enfrenta primeira crise interna ao formar gabinete

Montevidéu, 9 dez (EFE).- A divisão de cargos no futuro governo da Frente Ampla no Uruguai gerou hoje a primeira crise interna após um dos partidos da coalizão reivindicasse ao presidente eleito José Mujica uma maior representação.

O senador Rafael Michelini, líder do partido Novo Espaço, exigiu contar com um posto no Executivo e detonou o conflito, após depois que diversos meios de comunicação apontassem que tanto ele como sua legenda estavam de fora de postos de responsabilidade.

Os ânimos estremecidos levaram a uma reunião de emergência entre Michelini e Mujica, na qual o líder do Novo Espaço explicou sua queixa e disse que o candidato a ministro da Economia, Fernando Lorenzo, não estaria disposto a aceitar o cargo se antes não fossem atendidas as reivindicações do partido.

Segundo Michelini, apesar de Lorenzo ser militante do Novo Espaço, sua presença no Executivo se deve pelo fato de ele ser uma pessoa de confiança do vice-presidente eleito Danilo Astori, futuro homem forte da economia governista.

Michelini, conforme a imprensa local quer ocupar o posto de ministro dos Transportes, que na atualidade parece reservado ao deputado Enrique Pintado, do partido Assembleia Uruguai.

Aparentemente, Mujica teria demonstrado surpresa com a postura tomada por Michelini e Lorenzo e saiu da reunião sem fazer falar com a imprensa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host