UOL Notícias Notícias
 

15/12/2009 - 08h59

Ministro italiano diz que agressão a Berlusconi foi premeditada

Roma, 15 dez (EFE).- O ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, confirmou hoje, durante seu comparecimento na Câmara dos Deputados, que o ataque ao primeiro-ministro Silvio Berlusconi foi premeditado e que o agressor agiu com "raiva".

Maroni deu detalhes do ataque a Berlusconi cometido por Massimo Tartaglia na tarde de domingo na Praça do Duomo, em Milão, e disse que o agressor já estava no local desde as 11h (8h de Brasília) preparando o ataque.

O ministro afirmou que as forças da ordem não tinham recebido nenhum aviso sério de um possível ataque, desmentindo assim a informação emitida ontem por um programa da rede "Canale 5", onde duas pessoas afirmaram que, antes do comício, tinham avisado à Polícia que uma pessoa (Tartaglia) fazia ameaças a Berlusconi.

Como os outros aliados de Berlusconi, Maroni também considerou o gesto de Tartaglia como um ato extremo do clima de tensão política existente no país "Os tons ásperos da dialética política e a crescente campanha contra o chefe do Governo, que em muitos casos ultrapassa as regras do confronto democrático, acaba provocando uma espiral de imitação", disse.

O ministro fez uma chamada às forças políticas para que "parem a perigosa exasperação da polêmica política e voltem o mais rápido possível a um normal e civil confronto entre as instituições".

Maroni também disse que, diante das próximas eleições regionais e administrativas, o Governo se compromete "a garantir a segurança de todos os cidadãos e representantes institucionais" Também confirmou aos deputados que o Governo estudará as possíveis iniciativas legislativas para bloquear alguns sites e grupos que "proliferam em redes sociais como Facebook para elogiar a agressão a Berlusconi" "Estamos avaliando qualquer possível iniciativa para bloquear os sites que divulgam mensagens de instigação ao crime, com efeitos que todos pudemos observar", disse.

Maroni admitiu que será "um trabalho difícil", já que é difícil localizar quem publica mensagens violentas sem violar a privacidade e a liberdade dos outros usuários das redes sociais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host