UOL Notícias Notícias
 

16/12/2009 - 11h21

Justiça decreta prisão preventiva do agressor de Berlusconi

Roma, 16 dez (EFE).- Uma juíza de Milão decretou hoje a prisão preventiva de Massimo Tartaglia, acusado de ser o autor da agressão ao primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, no último domingo, informaram fontes judiciais.Cristina di Censo, que ontem interrogou Tartaglia, decidiu mantê-lo na prisão devido aos riscos de o delito se repetir e de as provas do caso serem alteradas, já que a investigação sobre o que ocorreu na Praça do Duomo, onde Berlusconi participou de um comício, continua em curso.Em uma audiência, a juíza analisou o histórico médico do agressor, rejeitando o pedido dos advogados de defesa para que Tartaglia, em tratamento há dez anos, fosse transferido para um hospital psiquiátrico.No entanto, Cristina determinou que o autor da agressão, detido logo após o episódio, receba acompanhamento psicológico na cadeia.Tartaglia, de 42 anos, permanece isolado na prisão de San Vittore, em Milão, para onde foi levado após quebrar dois dentes e o nariz de Berlusconi com uma miniatura da catedral da cidade.O primeiro-ministro, por sua vez, continua no Hospital San Raffaele, de onde deve sair hoje. Por recomendação dos médicos, Berlusconi deverá passar duas semanas em repouso absoluto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host