UOL Notícias Notícias
 

21/12/2009 - 11h59

Ministro britânico culpa China por fracasso da cúpula de Copenhague

(corrige nome e cargo do autor do artigo) Londres, 21 dez (EFE).- O secretário de Meio Ambiente do Reino Unido, Ed Miliband, culpou hoje a China por ter impedido um acordo para a redução de 50% das emissões globais de CO2 até o ano 2050. Segundo um artigo de Miliband publicado no jornal "The Guardian", se não houve acordo, o qual teria obrigado os países desenvolvidos a efetuar reduções ainda maiores - de 80% -, foi devido ao bloqueio do gigante asiático. Apesar de o secretário citar expressamente a China, fontes próximas ao político trabalhista disseram que ele também culpa países como Sudão, Venezuela, Nicarágua e Cuba. "Não podemos permitir outra vez que voltem a boicotar dessa forma uma negociação sobre assuntos substanciais", escreveu Miliband, que defende "uma grande reforma" no órgão das Nações Unidas encarregado de supervisionar o processo: o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). "A grande maioria dos países, tanto os desenvolvidos como os em desenvolvimento, acha que só conseguiremos construir um acordo durável capaz de proteger se todos os compromissos e ações dos forem legalmente vinculativos", opinou o secretário do Governo de Gordon Brown. "Mas há grandes países em desenvolvimento que se recusam a isso. E por isso não conseguimos em Copenhague que as decisões políticas lá aprovadas fossem vinculativas", acrescenta Miliband no artigo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host