UOL Notícias Notícias
 

01/01/2010 - 09h34

Suíça deve desejar equidade e justiça, diz nova presidente Leuthard

Genebra, 1 jan (EFE).- A nova presidente da Confederação Helvética, Doris Leuthard, afirmou hoje em seu discurso de ano novo que deseja que seu país se posicione como uma nação que deseja à equidade e à justiça.

"Um país que vê a democracia não só como o poder da maioria, mas como o respeito às minorias, e a coabitação permanente entre os que ganham e os menos favorecidos", afirmou Leuthard.

Até agora a ministra suíça de Economia e Comércio - posição que mantém - assumiu hoje o cargo rotativo anual de presidente da Confederação, dividida entre os sete membros do Conselho Executivo (Governo) suíço.

As palavras de Leuthard faziam referência à recente votação em plebiscito de uma iniciativa que proibiu a construção de minaretes na Suíça, o que causou consternação no Governo - que se opunha à iniciativa - e na comunidade internacional que a interpreta como um atentado à liberdade de religião.

"Para defender a identidade do país, é preciso integrar o indivíduo na coletividade", acrescentou Leuthard.

Com relação aos desafios para o 2010, a presidente acredita que devem ser criados mais empregos em áreas tecnológicas e reforçar a formação, a pesquisa e a inovação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host