UOL Notícias Notícias
 

14/01/2010 - 11h23

Turquia aceita desculpa de Israel e encerra crise diplomática

Ancara, 14 jan (EFE).- O Governo turco aceitou hoje as desculpas israelenses pelo tratamento humilhante dado a seu embaixador em Tel Aviv e deu assim por encerrada a última crise diplomática entre os dois países.

A imprensa turca divulgou hoje as palavras do ministro turco de Assuntos Exteriores, Ahmet Davutoglu, assegurando que a carta de desculpa enviada ontem por Israel era o que seu país exigia.

"O problema está solucionado", afirmou o chefe da diplomacia turca durante uma entrevista coletiva em Zagreb (Croácia), onde se encontra de visita.

Davutoglu manifestou seu desejo de que não se repitam estes incidentes e que as relações bilaterais se ajustem aos princípios éticos e às normas da diplomacia internacional.

Além disso, informou que a visita à Turquia do ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, ocorrerá no domingo como estava previsto.

Nesta visita se discutirão - além dos contratos militares - os fatos da última semana.

Na segunda-feira passada, o vice-ministro de Assuntos Exteriores de Israel, Danny Ayalon, convocou o embaixador turco nesse país, Oguz Celikkol, para queixar-se pela emissão de uma série televisiva em uma rede privada turca na qual um agente israelense aparecia assassinando uma criança.

Uma foto do embaixador turco sentado em um sofá sob um nível muito inferior a seu interlocutor israelense suscitou um forte polêmica na Turquia.

Ayalon explicou à imprensa que a humilhação ao embaixador turco foi proposital, mas depois se retratou de suas palavras.

Esse fato provocou um grande atrito em Ancara e o Governo turco ameaçou retirar seu embaixador em caso de não receber desculpas.

Na carta de desculpa enviada por Ayalon ao embaixador turco o remetente diz: "Embora tenhamos divergências em vários temas, deveríamos discuti-las e resolvê-las apenas por meio de canais diplomáticos abertos, recíprocos e respeitosos entre os dois Governos".

"Não tinha a intenção de humilhá-lo pessoalmente e lhe peço perdão pelo modo como o assunto foi tratado e percebido", acrescentou o responsável israelense.

"Recebemos a resposta que estávamos esperando", afirmou na quarta-feira o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,29
    3,155
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h59

    -0,03
    68.691,73
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host