UOL Notícias Notícias
 

16/01/2010 - 03h43

China enviará avião com 90 toneladas de ajuda humanitária ao Haiti

Pequim, 16 jan (EFE).- O Governo chinês anunciou que o primeiro avião carregado com 90 toneladas de ajuda humanitária oficial para as vítimas do terremoto do Haiti decola hoje de Pequim.

Segundo informou o Ministério de Comércio chinês, o Boeing-747 sairá da capital chinesa com materiais de socorro como tendas de campanha, alimentos, remédios, cobertores e equipamentos de purificação de águas.

A China, que não mantém laços diplomáticos com o Haiti já que o país centro-americano é aliado de Taiwan, confirmou que se trata de um primeiro envio que faz parte do pacote de ajuda no valor de 30 milhões de iuanes (US$ 4,1 milhões) que anunciou Pequim para as vítimas do tremor.

Em um primeiro momento, o país asiático enviou uma equipe de 50 pessoas especializadas no resgate de emergências para ajudar a achar sobreviventes do terremoto de 7,3 graus de magnitude que devastou o Haiti.

Por outro lado, o Ministério da Segurança Pública confirmou que oito cidadãos chineses continuam desaparecidos após o terrível tremor.

O terremoto de 7 graus na escala Richter aconteceu às 19h53 de Brasília da terça-feira e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, a capital do país.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, elevou para 17 o número de brasileiros mortos no país - considerando as mortes de Luiz Carlos da Costa (da ONU) e de outro brasileiro não identificado -, segundo informações da "Agência Brasil".

Desse total, 14 são militares e foram confirmados pelo Exército brasileiro como integrantes da Força de Estabilização do Haiti (Minustah).

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no tremor.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host