UOL Notícias Notícias
 

21/01/2010 - 17h10

Presidente iraquiano questiona veto a candidatos de eleição geral

Bagdá, 21 jan (EFE).- O presidente do Iraque, Jalal Talabani, pediu hoje uma investigação sobre a legitimidade do comitê que rejeitou 500 inscrições para as eleições gerais por causa do suposto vínculo dos candidatos com o Partido Baath, ao qual pertencia Saddam Hussein. Em entrevista coletiva, Talabani disse que fez perguntas ao presidente do Supremo Conselho Judicial, juiz Medhat al-Mahmoud, sobre a legitimidade do chamado Comitê de Justiça e Transparência e das decisões deste órgão. O presidente se disse insatisfeito com os vetos às candidaturas e se opôs à sua aplicação nas eleições gerais, previstas para 7 de março. Além disso, destacou que nem todos os membros do extinto Baath aderiram ao partido voluntariamente, já que alguns foram forçados, apesar de não serem seguidores do ex-presidente iraquiano nem de sua política. As declarações de Talabani contrastaram com o ponto de vista do porta-voz do Governo, Ali Dabbagh, segundo quem as decisões tomadas pelo Comitê de Justiça e Transparência "são vinculativas e devem ser aplicadas de acordo com a Constituição". A iniciativa do comitê fez surgir o medo de que aumente a tensão política em um país que tenta avançar em direção à reconciliação nacional após anos de conflitos sectários.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host