UOL Notícias Notícias
 

07/02/2010 - 17h57

CE quer maior vigilância em países com dados não-confiáveis

Bruxelas, 7 fev (EFE).- A Comissão Europeia (CE) proporá o envio de inspetores do Eurostat, o escritório comunitário de estatística, a todos aqueles Estados-membros que, como a Grécia, não fornecem dados econômicos confiáveis, disse hoje o comissário de Comércio da CE, Karel De Gucht.

Essa medida, que já foi rejeitada anteriormente pelos países da União Europeia (UE), será uma das primeiras que tentará levar adiante o novo colégio de comissários, segundo De Gucht.

Perante o considerável "número de erros políticos" cometidos na Grécia, é preciso "voltar a examinar" as formas de controle dos dados econômicos nacionais, afirmou o comissário europeu em entrevista concedida à televisão pública flamenga "VRT" e divulgada pela agência "Belga".

Segundo De Gucht, a ausência de estatísticas confiáveis proporcionadas por Atenas dificultou a avaliação de seus problemas econômicos.

A Comissão Europeia apoiou na quarta-feira passada o plano de austeridade fiscal grego, mas avisou que fará uma vigilância "sem precedentes" de que ele seja cumprido.

Além disso, a CE anunciou a abertura de um processo de infração a Atenas por suas estatísticas pouco confiáveis, reivindicando a aplicação de medidas para garantir que os dados apresentados ao Eurostat sejam corretos.

Em outubro passado, o Executivo grego revisou para cima suas estatísticas de déficit para 2009, escondendo a deterioração de suas finanças públicas.

Segundo o futuro comissário de Comércio da CE, os problemas econômicos da Grécia puseram em perigo a credibilidade do conjunto da zona do euro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host