UOL Notícias Notícias
 

09/02/2010 - 18h08

Piratas somalis liberam navio de bandeira panamenha sequestrado em outubro

Nairóbi, 9 fev (EFE).- O cargueiro de bandeira panamenha Al Khaliq, foi liberado hoje pelos piratas que o mantinham sequestrado no litoral da Somália desde o dia 22 de outubro.

"O Al Khaliq já navega livre, após o último pirata abandonar o navio na manhã desta terça-feira", informou por meio de um comunicado a organização ambientalista Ecoterra, que também se dedica a combater a pirataria no Golfo de Áden.

Segundo a Ecoterra, o cargueiro, de propriedade britânica, foi liberado após o pagamento de US$ 3,2 milhões aos sequestradores.

A tripulação do navio, composta por 24 marinheiros indianos e dois birmaneses, "se encontra em bom estado, dadas as circunstâncias", diz a nota da ONG.

A notícia foi confirmada por Andrew Mwangura, diretor do Programa de Assistência aos Navegantes no leste da África, que acrescentou que o Al Khaliq está se deslocando com a ajuda de um cargueiro, já que ficou sem combustível.

A embarcação foi sequestrada no dia 22 de outubro a cerca de 180 milhas náutica a oeste das ilhas Seychelles.

Atualmente, pelo menos 11 navios e uma barca seguem em poder de piratas somalis, incluindo um total de 217 pessoas sequestradas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host