UOL Notícias Notícias
 

10/02/2010 - 17h10

Onda de calor causa morte de 32 idosos em Santos

São Paulo, 10 fev (EFE).- A onda de calor que atinge a maior parte do Brasil, com temperaturas superiores a 40 graus, causou a morte de 32 idosos em apenas dois dias na cidade de Santos, litoral de São Paulo, informou hoje a Secretaria Municipal de Saúde.

As vítimas, que morreram entre segunda-feira e ontem, tinham idades entre 65 e 90 anos. Todas elas sofriam problemas crônicos de saúde como diabetes, hipertensão e problemas cardíacos.

Nesse sentido, a Secretaria de Saúde afirmou que a desidratação provocada pelo intenso calor poderia ter agravado os problemas de saúde dos idosos.

Das 32 vítimas, 17 morreram em casa, enquanto as outras 15 mortes foram registradas nos hospitais para onde os idosos haviam sido levados.

O secretário de Saúde de Santos, Odílio Rodrigues Filho, afirmou que o número de chamadas realizadas aos serviços de emergências durante esses dias foi de 220, enquanto a média diária é de 130.

Por causa das altas temperaturas das últimas semanas em várias regiões do país neste verão, a Prefeitura de Santos iniciou uma campanha informativa sobre os perigos da desidratação.

No Rio de Janeiro, os termômetros chegaram a marcar 42 graus várias vezes nos primeiros dias de fevereiro.

Na semana passada, o Governo brasileiro informou que, devido à intensa onda de calor, o consumo de energia no país chegou a picos históricos e que a demanda por eletricidade aumentou 12,1% em janeiro em relação ao mesmo mês de 2009.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,29
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h13

    -0,17
    74.318,72
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host