UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 17h06

Chuva provoca pânico entre haitianos

Porto Príncipe, 11 fev (EFE).- A chuva que caiu nesta madrugada sobre a capital do Haiti, Porto Príncipe, causou pânico entre a população abrigada sob tendas improvisadas desde o terremoto do dia 12 de janeiro.

Em diversos pontos da cidade, nervosos haitianos buscavam locais para se proteger da chuva. Em muitos casos, conseguiam abrigo em locais com tetos frágeis.

As chuvas motivaram protestos espontâneos dos haitianos perto da praça Champ de Mars, no centro de Porto Príncipe, que reivindicaram tendas que protejam a população.

"O Estado deve tomar conta de nós", disseram algumas das pessoas que participaram do protesto, enquanto outras garantiram não ter "nada, nem sequer um plástico para pôr no chão".

Alguns manifestantes se queixaram da especulação em torno da venda dos plásticos utilizados como proteção e consideraram que seu preço é muito caro.

O Governo do Haiti e a Missão de Estabilização da ONU no país (Minustah) destacaram nos últimos dias as dificuldades de dar abrigo às quase um milhão de pessoas que vivem nas ruas de Porto Príncipe. A ONU pediu tendas de campanha à comunidade internacional.

No final de semana passado, a responsável de comunicação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Haiti, Françoise Vanni, disse à Agência Efe que havia grande preocupação com o início das chuvas.

Segundo Vanni, estimativas não confirmadas apontam para a existência de apenas dez mil tendas de campanha no Haiti.

De acordo com números oficiais, 217 mil pessoas morreram no terremoto haitiano. Esta cifra não leva em conta os "milhares de mortos" que ainda estão embaixo dos escombros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h50

    0,04
    3,268
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h55

    1,85
    63.819,31
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host