UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 17h42

Mundo da moda lamenta morte de Alexander McQueen

Paris, 11 fev (EFE).- O estilista alemão Karl Lagerfeld, diretor criativo da Chanel, e o milionário responsável pela casa Yves Saint-Laurent (YSL), Pierre Bergé, lamentaram hoje a morte do desenhista de moda britânico Alexander McQueen.

Lagerfeld disse que McQueen era "muito interessante, jamais banal". Para ele, nos desenhos do britânico havia sempre "uma atração pela morte", mas de forma "desumanizada".

"Quem sabe, talvez, graças a flertar com a morte, a morte termine por atrair", acrescentou o estilista.

Já Bergé, companheiro de Yves Saint-Laurent (1936-2008), disse ao canal "France Info" que McQueen era um "apaixonado pela moda", e fazia trabalhos "interessantes e formosos".

O ministro da Cultura da França, Frédéric Mitterrand, se uniu às lamentações do que chamou de "desaparecimento brutal" do estilista inglês.

Em comunicado, Mitterrand frisou que McQueen "somava a seu talento excepcional o encantamento da excentricidade" e que leva com ele "uma parte de seu mistério".

A Federação Francesa de Moda, no entanto, preferiu não falar sobre a morte do estilista alegando que parentes e amigos tinham pedido discrição.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host