UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 16h16

Para EUA, atitude da UE é "contratempo" em cooperação antiterrorista

Bruxelas, 11 fev (EFE).- A decisão do Parlamento Europeu de votar contra o acordo entre União Europeia (UE) e Estados Unidos para a transferência de dados bancários na luta antiterrorista é um "contratempo" na cooperação bilateral contra o terrorismo, disse hoje a embaixada americana na UE.

No total, 378 deputados votaram contra o acordo ao considerar que não dá garantias suficientes em matéria de privacidade e proteção da informação, frente aos 196 que apoiaram o convênio.

O Governo dos EUA se disse "decepcionado" com o resultado da votação, já que "interrompe" um programa antiterrorista que produziu "mais de 1.500 relatórios e inúmeras pistas" para as autoridades europeias, diz uma declaração americana.

Segundo os EUA, o programa de troca de dados de transferências financeiras internacionais realizadas dentro do consórcio bancário Swift contribuiu de forma significativa para cooperação antiterrorista entre americanos e europeus.

O Governo americano também lembrou que, nas últimas semanas, vários integrantes do alto escalão de Washington, incluindo o vice-presidente, Joe Biden; e os secretários de Estado, Hillary Clinton, e do Tesouro, Timothy Geithner, se reuniram com responsáveis da UE, inclusive do Parlamento Europeu, para destacar a importância deste acordo "para nossa segurança mútua".

Os EUA inclusive chegaram a pedir um adiamento da votação de hoje para que os membros do Parlamento Europeu pudessem analisar toda a informação sobre as medidas de proteção dos dados pessoais incluídas no acordo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host