UOL Notícias Notícias
 

11/02/2010 - 09h27

Timoshenko aparece em público sem comentar o resultado eleitoral

Kiev, 11 fev (EFE).- A primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko, apareceu hoje em público pela primeira vez desde o pleito presidencial de domingo, mas não comentou os resultados da eleição que deram vitória a seu rival, o líder opositor Viktor Yanukovich.

Nesta quinta-feira, a chefe do Governo convocou uma reunião do Gabinete de Ministros para avaliar a situação nos setores da agricultura e no de metalurgia, mas não está previsto o comparecimento diante da imprensa.

"Nossa equipe, que há dois anos luta contra a crise, começa a receber os resultados positivos", disse no começo da reunião Timoshenko, citada no jornal digital "Liga.net".

Na véspera, Yanukovich insistiu a primeira-ministra a reconhecer a derrota nas urnas e a renunciar a chefia do Governo.

Segundo os dados da Comissão Eleitoral Central (CEC) correspondente a 100% dos votos apurados, o líder opositor conseguiu 48,95% dos votos, e Timoshenko 45,47%.

Um percentual de 4,36% eleitores votaram contra os candidatos, uma possibilidade que contempla a lei eleitoral ucraniana, e pouco mais de 1% dos foram nulos.

O Bloco de Yulia Timoshenko (BYT) anunciou que elevou à CEC "reivindicações fundamentadas" com o objetivo de conseguir a apuração dos votos em mais de 900 colégios eleitorais.

As denúncias de falsificações maciças apresentadas pelo BYT contrastam com as conclusões de várias missões de observadores internacionais que não encontraram irregularidades.

A CEC afirma que ocorreram irregularidades, mas ressaltou que estas tiveram caráter isolado e em nenhum caso incidiram nos resultados da votação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host