UOL Notícias Notícias
 

17/02/2010 - 10h55

Jornalista que relevou ter matado parceiro com Aids é detido no R.Unido

Londres, 17 fev (EFE).- O jornalista e apresentador inglês Ray Gosling, que admitiu em um documentário da "BBC" ter matado o parceiro que sofria de Aids, foi detido hoje pela Polícia de Nottinghamshire (Inglaterra) sob a suspeita de assassinato.

No programa "Inside Out", o repórter de 70 anos admitiu que asfixiou com um travesseiro seu então companheiro que, como contou, sofria com dores fortes por causa da doença.

O jornalista britânico explicou que tinha chegado a um acordo com o companheiro para, no caso de as dores e o sofrimento aumentarem, agir de tal maneira.

No programa, Gosling diz que não revelaria o nome do parceiro nem o local onde teria ocorrido o crime, mas contou que ele estava no hospital e que os médicos já tinham dito que nada mais poderia ser feito.

As declarações do apresentador geraram polêmica no Reino Unido, onde foi reaberto o debate sobre a eutanásia.

Apesar da falta de transparência legal sobre o tema, em 2009 mais de 120 britânicos acompanharam parentes e pessoas próximas a uma clínica na Suíça especializada em suicídios assistidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host