UOL Notícias Notícias
 

18/02/2010 - 03h12

Até o momento, China não registrou mortes em decorrência de terremoto

Pequim, 18 fev (EFE).- Até o momento não foram registradas vítimas chinesas no terremoto de 6,7 graus na escala Richter que atingiu hoje a zona da fronteira entre China, Rússia e Coreia do Norte, informou hoje a agência oficial "Xinhua".

O terremoto teve epicentro em território russo, a poucos quilômetros da China e Coreia do Norte, com profundidade entre 540 e 560 quilômetros.

A China sofre com terremotos frequentemente. A maior parte dos abalos acontece na região sudoeste do país, em torno do Himalaia, zona de grande atividade sísmica pelo atrito das placas tectônicas asiática e indiana.

Embora o nordeste da China (local do movimento desta quinta) não seja palco de muitos terremotos, o maior registrado no mundo no século XX, em 1976, aconteceu na região, na cidade de Tangshan, onde morreram pelo menos 240 mil pessoas em consequência de um tremor de 7,8 graus.

O pior terremoto sofrido pelo país asiático em anos recentes, com 8 graus, aconteceu em 12 de maio de 2008, na província de Sichuan (sudoeste), causando cerca de 90 mortes e desaparecimentos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host