UOL Notícias Notícias
 

26/02/2010 - 01h54

Equador não reconhece governo de Lobo em Honduras

Quito, 25 fev (EFE).- O presidente do Equador, Rafael Correa, disse que seu Governo não reconhece o presidente de Honduras, Porfirio Lobo, e disse que o país centroamericano deveria convocar eleições antecipadas e democráticas.

Reconhecer o Governo Lobo "seria uma barbaridade. Imaginem que há um golpe de Estado, são convocadas eleições três meses depois e (as pessoas agem como se) não tivesse acontecido nada", disse Correa, que sempre defendeu a restituição do presidente deposto Manuel Zelaya.

"Não poderíamos aceitar esse precedente" e reconhecer um Governo surgido de eleições organizadas por uma ditadura, acrescentou o líder equatoriano, que assinalou, porém, que poderia aceitar a presidência de Lobo com algumas condições.

Poderíamos aceitar "com devidas condições, por exemplo: convocação de eleições antecipadas, democráticas e abertas. Não podemos legitimar eleições feitas por uma ditadura", disse Correa durante entrevista à rede de televisão equatoriana "Canal 1".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host