UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 18h20

Argentina mostra apoio ao Chile após tragédia

Buenos Aires, 27 fev (EFE).- O Governo da Argentina mostrou hoje sua solidariedade ao Chile perante as consequências do violento terremoto desta madrugada.

A Chancelaria lembrou em comunicado que nas primeiras horas do dia a presidente argentina, Cristina Kirchner, falou por telefone com a presidente chilena, Michelle Bachelet, para mostrar "a mais absoluta disposição" em colaborar com recursos humanos e materiais.

"Da mesma forma, ministros do Poder Executivo se comunicaram com seus colegas chilenos para se colocar inteiramente à disposição", continua a nota.

O Ministério diz ainda que governadores de províncias argentinas limítrofes com o Chile também fizeram contato com autoridades do país vizinho.

O forte terremoto aconteceu hoje às 3h36 (na hora local e em Brasília) com epicentro na região de Bío-Bío, a 500 quilômetros de Santiago e a 90 quilômetros da capital regional, Concepción.

O sismo chegou a ser sentido em alguns bairros de São Paulo e teve 8,8 graus de magnitude na escala Richter, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, em inglês).

Foi gerado um tsunami no Oceano Pacífico que chegará ainda hoje ao Havaí, como informou a Administração Nacional de Atmosfera e Oceanos (NOAA, na sigla em inglês).

A NOAA emitiu ainda um alerta de tsunami para uma ampla área do Pacífico, já retirado em muitos países pelas autoridades locais.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host