UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 05h52

Atentado de separatistas mata pelo menos 11 civis nas Filipinas

(aumenta o número de vítimas e acrescenta dados) Zamboanga (Filipinas), 27 fev (EFE).- Pelo menos 11 civis morreram neste sábado e 13 ficaram feridos em um atentado realizado por grupos separatistas islâmicos na ilha de Basilan, a 930 quilômetros de Manila, capital das Filipinas.

As vítimas eram moradores da aldeia de Maluso, onde os insurgentes incendiaram quatro casas cometeram saques antes de fugir. Entre os mortos estão três crianças, de um, nove e dez anos de idade.

Segundo fontes militares, cerca de 70 rebeldes participaram do ataque. Uma parte do grupo era dirigida pelo líder Puruji Indama, do grupo separatista Abu Sayyaf (vinculado à Al Qaeda), enquanto outros são participantes da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI).

As autoridades indicaram que os feridos foram transferidos a centros de saúde da região.

O diretor do escritório regional de Saúde da Região Autônoma do Mindanao Muçulmano, Sakil Jojo Sinolinding, disse que acompanhou quatro feridos, todos eles menores que sofriam queimaduras de terceiro grau.

O Exército acredita que o ataque em Maluso aconteceu por conta de uma polêmica entre Puruji Indama e a Prefeitura da aldeia.

Um grupo de ex-combatentes da guerra do Afeganistão fundou a Abu Sayyaf em 1991, em Basilan. O FMLI foi criado em 1984 e é a maior organização separatista das Filipinas, com mais de 12 mil militantes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,84
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,35
    68.594,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host