UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 12h50

Rússia, Alemanha e Parlamento Europeu expressam condolências ao Chile

Moscou, 27 fev (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, ministro-alemão de Assuntos Exteriores, Guido Westerwelle e o presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, expressaram suas condolências a presidente chilena, Michelle Bachelet, e a todo povo pelo terremoto que atingiu o país.

"Aceite minhas sinceras condolências pelas inúmeras vítimas e os destroços causados pelo terremoto no Chile. Estamos dispostos a prestar a ajuda que for necessária para superar as consequências deste desastre natural", destacou Medvedev em telegrama.

Já o ministro-alemão destacou em nota oficial: "Foi com grande consternação e preocupação que recebemos a notícia do grave terremoto que atingiu a costa do Chile. Nossos pensamentos e condolências estão com as vítimas e os feridos", acrescenta a mensagem.

Por sua vez, o presidente do Parlamento Europeu, Jerzy Buzek, transferiu hoje em nome da instituição as condolências.

"Meus pensamentos estão com as famílias e amigos das vítimas, desejamos aos feridos uma rápida recuperação", assinalou Buzek em comunicado.

O terremoto ocorreu às 3h36min da madrugada e o epicentro foi a 63 quilômetros ao sudoeste da cidade de Cauquenes, a 50 quilômetros de profundidade, o que é considerado superficial, portanto de maior intensidade.

O Governo chileno confirma até agora 78 mortes. O tremor também foi sentido na Argentina e na cidade de São Paulo.

A presidente Michelle Bachelet decretou estado de catástrofe nas regiões de Maule, Bio-Bio e Araucania.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host