UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 15h10

Sismo do Chile gera tsunami no Pacífico

Washington

O sismo de 8,8 graus na escala Richter que sacudiu hoje o Chile provocou um tsunami no Oceano Pacífico que chegará ao Havaí pouco depois das 18h de Brasília, informou a Administração Nacional de Atmosfera e Oceanos (NOAA, na sigla em inglês).

 

  • Jose Luis Saavedra/Reuters

    Equipes de resgate procuram sobreviventes entre escombros de um complexo de apartamentos que desabou parcialmente na cidade de Concepción durante tremor que atingiu o Chile

Na localidade chilena de Talcahuano foram registradas ondas de 2,3 metros de altura acima do normal e em Coquimbo e Valparaíso ondulações de 1,3 metro, segundo a NOAA.

Na chilena Ilha de Páscoa e nas equatorianas Ilhas Galápagos, as ondas superaram os 3 metros, acima de altura de costume, de acordo com as últimas medições.

Tanto o Governo chileno quanto o do Equador ordenaram a evacuação das pessoas que moram em áreas baixas desses territórios.

Em 2004, o maremoto no Oceano Índico causou 226 mil vítimas e foi até agora o mais devastador, que provocou ondas de 10 metros de altura na Indonésia.

No Havaí, às 6h no horário local (13h em Brasília) soaram as sirenes e começou a retirada dos moradores das áreas litorâneas, diante da perspectiva da chegada do maremoto, previsto para as 11h05 no horário local, (18h05 em Brasília).

O Aeroporto Internacional de Hilo, perto do litoral, foi fechado, mas os outros aeroportos do Havaí seguem abertos. As autoridades pediram às companhias de barcos e os donos de embarcações privadas que retirem as mesmas dos portos.

O Centro de Alertas de Tsunami do Pacífico estima que as ondas podem chegar a dois metros no arquipélago, embora advertiu que se trata de um cálculo preliminar.

NOAA indicou em comunicado que o tsunami poderia causar danos no litoral de todas as ilhas do Havaí e enfatizou que "devem ser tomadas medidas urgentes para proteger vidas e propriedades".

O tsunami deverá ter uma série de ondas individuais que se manterão entre 5 e 15 minutos antes de chegar a terra e que o perigo pode durar por "muitas horas" com a chegada de ondas sucessivas.

NOAA afirmou que a água poderá se afastar em direção ao interior do mar antes da chegada das ondas, cuja altura não é possível estipular, e alertou que a primeira a tocar a terra provavelmente não será a maior delas.

Todo o litoral das ilhas do Havaí está em perigo, sem importar sua orientação, já que as ondas as circundarão, disse.

As autoridades desse estado farão soar as sirenes às 6h no horário local (13h em Brasília) para alertar a chegada do maremoto e evacuação dos moradores das regiões costeiras.

NOAA emitiu um alerta de tsunami para uma ampla área do Pacífico, incluído México, Peru, Equador, Nova Zelândia, Austrália, Rússia, Indonésia, Japão e Filipinas, além do Chile.

O Governo chileno ordenou a evacuação dos habitantes das áreas baixas da Ilha de Páscoa, que devem ser as primeiras atingidas golpeadas pelo tsunami.

Disse que até essas áreas podem chegar fortes correntes marinhas e ondas perigosas para os navios e os prédios e as pessoas no litoral, mas que não estão previstas inundações generalizadas.

 

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host