UOL Notícias Notícias
 

27/02/2010 - 20h48

Sobe a 214 número de mortos em terremoto no Chile

Santiago do Chile, 27 fev (EFE).- O ministro do Interior do Chile confirmou hoje 214 mortes no terremoto desta madrugada, chamado por ele de um "cataclismo de dimensões históricas".

"Desde 1960 (data do terremoto de Valdivia, o maior da história), nunca tínhamos tido um terremoto assim", afirmou o ministro, que disse que as autoridades esperam um país mais "normalizado" nas próximas 48 ou 72 horas.

O poderoso terremoto aconteceu hoje às 3h36 (na hora local e em Brasília) com epicentro na região de Bío-Bío, a 500 quilômetros de Santiago e a 90 quilômetros da capital regional, Concepción.

O sismo chegou a ser sentido em alguns bairros de São Paulo e teve 8,8 graus de magnitude na escala Richter, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, em inglês).

Entre as vítimas há cinco habitantes do arquipélago de Juan Fernández, a cerca de 600 quilômetros do litoral chileno, onde também há 11 desaparecidos após a passagem de uma grande onda pelo território.

Enquanto a Marinha descarta ter se tratado de um tsunami, a diretora do Escritório Nacional de Emergência (Onemi), Carmen Fernández, deu uma opinião contrária.

"Eu chamo isso de tsunami. Agora, se os técnicos e geofísicos quiserem chamar de outro modo, acho que corresponde à outra competência. O importante é que nos gerou problemas em zonas como Juan Fernández, onde o sismo não foi sentido", disse Carmen.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host