UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 15h26

Espanha pede que Venezuela explique suposta relação com a ETA

Hannover (Alemanha), 1º mar (EFE).- A Espanha pediu explicações à Venezuela depois que um juiz espanhol disse haver indícios de "cooperação" entre o Governo de Hugo Chávez e a aliança formada pela ETA e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), anunciou hoje o chefe do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero.

Zapatero fez o anúncio em uma entrevista coletiva conjunta com a chanceler alemã, Angela Merkel, depois que o juiz Eloy Velasco, à frente do julgamento de vários membros da ETA e das Farc, garantiu que investigações revelaram indícios dessa cooperação.

O chefe do Governo espanhol manifestou seu respeito pela atuação do juiz da Audiência Nacional. Em seguida, informou que o ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, fez "as devidas gestões" junto ao Governo venezuelano cobrando-lhe as explicações.

"Estamos à espera das explicações da Venezuela. O Governo da Espanha atuará em função delas", acrescentou Zapatero.

Fontes diplomáticas espanholas asseguraram que a notícia sobre a suposta relação do Governo venezuelano com a ETA foi uma "surpresa".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host