UOL Notícias Notícias
 

01/03/2010 - 07h25

JAL cortará 2.700 empregos mediante aposentadorias antecipadas

Tóquio, 1 mar (EFE).- A companhia aérea japonesa Japan Airlines (JAL), que em janeiro se declarou em quebra, anunciou hoje que pretende cortar 2.700 empregos através de aposentadorias antecipadas, informou a agência local "Kyodo".

A JAL, a primeira companhia aérea da Ásia, apresentou no dia 19 de janeiro sua declaração de quebra para iniciar um plano de reestruturação a três anos que lhe permita sair dos números vermelhos, soterrada por dívidas superiores a 18 bilhões de euros.

A companhia aérea japonesa planeja eliminar um total de 15 mil empregos de um elenco de 45 mil pessoas, dos quais 2.700 seriam através de aposentadorias antecipadas, um recorde para a JAL.

O projeto de socorro da companhia aérea inclui também a eliminação de mais de 10% de seus voos internacionais e a redução de 30% nos planos de previdência de seus empregados, já aprovada pelos sindicatos.

Na sexta-feira passada, a JAL anunciou perdas de 177,980 bilhões de ienes entre abril e dezembro de 2009, os primeiros nove meses do ano fiscal japonês.

Após sua declaração de quebra se abriu um processo de reestruturação administrado pelo ETIC, uma agência paraestatal encarregada de flutuar empresas em risco, que investirá 300 bilhões de ienes na companhia aérea japonesa.

Além disso, estabelecerá, junto com o público Banco de Desenvolvimento do Japão, uma linha de crédito de 600 bilhões de ienes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h39

    -0,85
    3,151
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h43

    1,19
    68.786,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host