UOL Notícias Notícias
 

02/03/2010 - 03h01

Apresentadora hondurenha é ferida e motorista morre em atentado

Tegucigalpa, 1 mar (EFE).- A jornalista hondurenha Karol Cabrera, apresentadora de polêmicos programas de rádio e televisão, ficou ferida hoje em um atentado no qual morreu seu motorista, informou uma fonte oficial.

A confirmação foi dada pelo porta-voz da Direção Especial de Investigação Criminal, Francisco Murillo, que não divulgou o nome da motorista da comunicadora.

Aparentemente, Karol se dirigia para sua residência em seu veículo, quando foi interceptada por homens armados em uma motocicleta que dispararam, segundo o breve relatório policial.

Cabrera recebeu pelo menos um disparo em um dos braços, segundo informações divulgadas pela imprensa local. Alguns veículos, no entanto, afirmam que ela foi atingida três vezes.

A comunicadora foi internada em um hospital público da capital hondurenha, mas será levada para um centro médico privado.

Uma fonte do hospital estatal informou à agência Efe que a jornalista "se encontra em situação estável" e que disse que não queria que a imprensa cobrisse sua internação.

Em 15 de dezembro do ano passado, uma filha da jornalista foi assassinada em um atentado similar ao de sua mãe, na mesma rua, no caminho para a residência da jornalista.

A filha da apresentadora, de 16 anos de idade, estava grávida, mas o bebê sobreviveu.

Karol, quem nos últimos sete meses trabalhou para o "Canal 8", de propriedade do governo - portanto, controlado nesse período pelo Governo de facto de Roberto Micheletti -, também apresenta um programa musical em outro canal local e um que trata de assuntos polêmicos em uma rádio de Tegucigalpa.

A jornalista afirmou, em várias ocasiões, que recebeu ameaças de morte por seus programas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host