UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 06h13

Espanha quer "a verdade" sobre Venezuela, ETA e as Farc

Madri, 4 mar (EFE).- O Executivo espanhol expressou hoje seu desejo de que "resplandeça a verdade" sobre a possível relação do Governo venezuelano com a organização terrorista ETA e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O ministro de Fomento da Espanha, José Blanco, em declarações à rede de televisão "Telecinco", comentou recentes manifestações do presidente venezuelano, Hugo Chávez.

Nas últimas horas, Chávez assinalou que não tem "nada" a explicar ao chefe do Governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, em relação à denúncia do juiz da Audiência Nacional, Eloy Velasco, sobre a suposta cooperação de Caracas com uma possível aliança entre o ETA e as Farc.

"Achamos que este processo deve ser investigado. A verdade tem que resplandecer. Esse é o objetivo do Governo da Espanha", disse Blanco.

Velasco processou, no último dia 1º, seis supostos membros do ETA e sete supostos integrantes das Farc que teriam estabelecido uma aliança para atentar na Espanha contra altos cargos da Colômbia, incluindo o presidente Álvaro Uribe.

Além disso, o magistrado assegura que há indícios da "cooperação" do Governo da Venezuela na suposta aliança estabelecida entre ETA e Farc para cometer os atentados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h29

    0,15
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h37

    -0,59
    63.705,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host