UOL Notícias Notícias
 

04/03/2010 - 08h49

Pequim prevê novo ano de problemas em exportações

Pequim, 4 mar (EFE).- Apesar de as exportações chinesas estarem se recuperando da crise, a alta taxa de desemprego nos Estados Unidos e na Europa e as medidas comerciais contra a China aumentarão a pressão sobre as vendas do país ao exterior, informa hoje o jornal "China Daily".

Segundo dados oficiais publicados em fevereiro, o volume do comércio exterior da China, um dos motores do crescimento econômico nacional, caiu 13,9% entre 2008 e 2009, para US$ 2,21 trilhões. A contração foi a primeira em mais de uma década.

A previsão para 2010 foi anunciada pelo embaixador chinês na Organização Mundial do Comércio (OMC), Sun Zheyu, para quem a Rodada de Doha não será concluída este ano, já que os Estados Unidos estão concentrados em aumentar suas exportações e o emprego.

A postura da China em relação à liberalização do comércio mundial, segundo Sun, é que as conversas terminem o mais rápido possível. O diplomata disse ainda que os atrasos nessas negociações diminuem a funcionalidade da OMC e arranham sua imagem.

Sobre os atritos entre Washington e Pequim, Sun disse tudo está "sob controle". Porém, recomendou aos EUA que conduza os laços bilaterais de forma correta, para que nenhum dos dois países seja prejudicado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host