UOL Notícias Notícias
 

08/03/2010 - 15h32

Diálogo entre israelenses e palestinos encerrará 14 meses de estagnação

Daniela Brik.

Jerusalém, 8 mar (EFE).- Após 14 meses de estagnação, israelenses e palestinos voltarão a dialogar, embora de forma indireta e com a mediação dos Estados Unidos, que têm George Mitchell, enviado especial, e Joe Biden, vice-presidente, em viagem oficial ao Oriente Médio.

A informação da retomada das negociações foi divulgada hoje pelo emissário da Casa Branca e é considerada a primeira conquista da diplomacia americana no Oriente Médio desde a chegada de Barack Obama ao poder.

"Estou contente com o fato de as autoridades israelenses e palestinas terem aceitado as conversas indiretas", afirmou Mitchell em comunicado do Departamento de Estado.

O enviado do presidente Barack Obama disse ter começado a analisar a "estrutura e o alcance" das negociações com as partes envolvidas e que voltará à região na próxima semana para continuar as conversas com israelenses e palestinos.

Mitchell, que não anunciou uma data para o início do diálogo, deixou clara a esperança do Governo americano de que as conversas levem rapidamente a negociações diretas e exigiu de ambas as partes que não tomem ações que possam prejudicar os contatos, hoje indiretos.

A fórmula da negociação indireta proposta pelos EUA chega depois de o presidente americano fracassar na tentativa de colocar israelenses e palestinos na mesma mesa.

A declaração de hoje coincide com a presença na região de Mitchell, desde o sábado passado, e do vice de Obama, Joe Biden, que chegou hoje a Israel dentro de uma viagem que o levará também a Cisjordânia e Jordânia.

Também é feita depois de ser divulgado que Israel autorizou a construção de 112 novas casas em uma colônia judaica da Cisjordânia e de o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, questionar a real disposição judaica em dialogar com os palestinos.

Mitchell se reuniu esta tarde com Abbas na cidade de Ramala (Cisjordânia) em um encontro em que analisaram as vias para pôr em prática os contatos com mediação de Washington, mas sem perder de vista os acontecimentos da região.

A divulgação de novas construções no assentamento de Beitar Ilit, situado no distrito de Belém, foi um dos assuntos principais da reunião.

Segundo revelou o chefe negociador palestino, Saeb Erekat, o presidente palestino advertiu a Mitchell que se toda sessão de contatos com o Governo israelense incluir um anúncio de novos assentamentos e medidas unilaterais, isso colocará em risco os atuais esforços.

A liderança palestina tinha anunciado a disposição de iniciar os contatos indiretos com Israel depois que a Liga Árabe e a Organização para a Libertação da Palestina (OLP) apoiaram a iniciativa na semana passada.

A ANP tinha suspenso as negociações com Israel em dezembro de 2008 após um ano de contatos diretos com o Governo Ehud Olmert, e depois de o Estado judeu lançar uma poderosa ofensiva militar na Faixa de Gaza, que deixou 1.400 palestinos mortos.

Desde então, Abbas estava reticente em retomar o diálogo até que Israel não interrompesse totalmente a construção nas colônias judaicas da Cisjordânia e de Jerusalém Oriental.

A posição palestina é de cautela, como disse Erekat. Segundo ele, as chamadas negociações de aproximação com Israel ainda requerem tempo antes de começarem e a ANP deseja saber o que os EUA farão se Israel rejeitar a criação de um Estado palestino.

O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, não descarta que no futuro se possa retomar o diálogo direto, embora tenha reconhecido que não será tarefa fácil.

"Preferiríamos as negociações diretas com os palestinos, mas a atual atmosfera era suficientemente difícil já para conseguir o diálogo indireto", declarou.

A Liga Árabe estima em quatro meses a duração dos contatos, que segundo fontes oficiais palestinas devem terminar com pelo menos um princípio de acordo sobre as fronteiras de um futuro Estado palestino.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host