UOL Notícias Notícias
 

17/03/2010 - 05h19

Polícia francesa procura suposto membro da ETA que matou policial

Paris, 17 mar (EFE).- A Polícia francesa procura um suposto membro do comando da ETA que na noite de terça-feira matou um policial no sudeste de Paris, quando estava em um veículo roubado de uma concessionária de automóveis.

As autoridades ainda não confirmaram a identidade da pessoa que matou o policial, de 52 anos.

Um dos membros do "suposto comando da ETA", expressão utilizada por fontes oficiais consultadas pela agência Efe, foi detido no mesmo lugar e se trata, segundo informaram fontes antiterroristas na Espanha, de Joseba Fernández Aspurz, conhecido como "Guindi".

Segundo a imprensa francesa, se for confirmada a autoria da ETA, seria a primeira vez que o grupo terrorista mata a um agente francês.

O agente Jean-Serge Nérin morreu quando, junto a outros agentes, abordou os quatro ocupantes do automóvel que, aparentemente, tinha sido roubado de uma loja ao ar livre em Dammarie-les-Lys, nos arredores da capital francesa.

No momento da intervenção dos agentes, outro veículo apareceu no lugar, e um de seus ocupantes disparou contra o policial.

O agente morreu após ser atingido, apesar de que estar usando colete à prova de balas, segundo o jornal "Le Parisien".

Foragido da Espanha, Fernández Aspurz, cuja identidade ainda não foi confirmada de maneira oficial na França, estava sendo procurado por atos de violência de rua.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h50

    0,35
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h51

    0,49
    74.809,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host