UOL Notícias Notícias
 

18/03/2010 - 10h49

Ladrões da placa de Auschwitz pegam até 2,5 anos de prisão

Varsóvia, 18 mar (EFE).- Um tribunal da Cracóvia condenou hoje a penas de 18 meses a dois anos e meio de prisão os três autores materiais do roubo da placa de Auschwitz, que fica na entrada do campo de concentração nazista e traz a inscrição "Arbeit Macht Frei" ("O trabalho liberta").

Os três homens confessaram o crime e aceitaram a pena proposta pelo Ministério Público, o que tornou desnecessária a abertura de um processo judicial.

Os condenados aproveitaram a sentença para pedir desculpas pelo roubo que cometeram em dezembro do ano passado, quando desmontaram o letreiro metálico, o dividiram em três partes e levaram-nas para uma casa de campo em uma localidade do centro do país, a 600 quilômetros do campo de concentração.

Os outros dois poloneses envolvidos no roubo, a pessoa que recrutou os ladrões e a que serviu de intermediário para o sueco que pretendia vender a placa em seu país, permanecem sob custódia da Polícia, à espera de julgamento.

Anders Hoegstrom, o sueco acusado de ter encomendado o roubo, também está detido e, em breve, será extraditado para a Polônia, onde também será julgado.

O roubo do letreiro do campo de Auschwitz causou embaraço à sociedade polonesa, que em peso ajudou a Polícia a localizar os ladrões e a recuperar a placa.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h00

    -0,48
    3,260
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h09

    1,54
    62.620,87
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host