UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 18h21

Dor-de-cotovelo abala corações de Hollywood

Fernando Mexía.

Los Angeles (EUA), 19 mar (EFE).- A sensação de crise que inundou Hollywood durante 2009 deixou um saldo de famosas e inesperadas rupturas sentimentais na terra do cinema americano.

Recentemente, Sandra Bullock, Kate Winslet, Sean Penn e Mel Gibson foram protagonistas de seus próprios dramas pessoais.

A última vítima da onda de desgraças pessoais é Bullock que, apenas uma semana depois de ganhar o Oscar de Melhor Atriz por "Um sonho Possível", saiu de casa ao ser informada pela imprensa da suposta infidelidade de seu marido, Jesse James.

Os pedidos públicos de desculpas de James, que se responsabilizou por todo o dano causado, embora não admita sua relação extraconjugal, parecem não ter adiantado muita coisa enquanto o centro do escândalo, a modelo de tatuagens Michelle McGee, se diverte concedendo entrevistas.

Segundo a imprensa americana McGee cobrou US$ 30 mil para confessar a relação que matinha com James enquanto Bullock filmava "Um sonho Possível".

A atriz e o executivo se casaram em julho de 2005 em um grande casamento no rancho de Santa Bárbara, ao sul da Califórnia. Eles apareceram juntos em quase todas as premieres em que a atriz foi indicada, o que tornou a notícia da separação ainda mais surpreendente.

Não menos impactante foi o anúncio da separação dos britânicos Kate Winslet e Sam Mendes após sete anos de casamento. Aparentemente, a dedicação excessiva da atriz e do diretor a suas respectivas carreiras estaria por trás da ruptura que aconteceu no começo do ano de forma "amistosa" apesar de ambos terem admitido estar "tristes" com a situação.

Curiosamente, Winslet tinha sido a antecessora de Bullock como ganhadora do Oscar - ela recebeu o prêmio por sua atuação no filme "O Leitor" (2009), no mesmo em que Sean Penn levantou sua segunda estatueta de Melhor Ator por "Milk - A Voz da Igualdade" e encerrou sua longa e tormentosa relação com Robin Wright, protagonista de "A Princesa Prometida" e "Forrest Gump".

Em 2009 também começaram os trâmites para acabar com os 28 anos de casamento entre Mel Gibson e sua mulher, Robyn. Eles sete filhos juntos e estão separados a mais de dois anos e meio.

Susan Sarandon e Tim Robbins foram outro antigo casal de Hollywod que acabou terminando, embora não tenham divulgado os detalhes de sua separação.

Os atores, ambos vencedores do Oscar e conhecidos por suas fortes convicções políticas, se conheceram em 1988 durante a rodagem do filme "Sorte no Amor" e têm dois filhos. No entanto, nunca chegaram a se casar.

A lista de separações de 2009 incluiu, entre outros, os atores Reese Witherspoon e Jake Gyllenhaal e a atriz Jennifer Aniston e o cantor John Mayer.

Realmente, nada é para sempre. Pelo menos não em Hollywood.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host