UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 12h02

ONU, EUA e Rússia alertam para novas sanções ao Irã

Moscou, 19 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, a chefe da diplomacia americana, Hillary Clinton, e o chanceler da Rússia, Serguei Lavrov, alertaram hoje que as Nações Unidas podem adotar novas sanções contra o Irã.

"O Conselho de Segurança debate ativamente que medidas poderiam ser tomadas no futuro, incluindo sanções. O programa nuclear do Irã é agora um dos problemas mais graves e alarmantes que precisam de solução", disse Ban em Moscou.

Já Lavrov evitou falar do alcance das eventuais sanções, que a Rússia se nega a estender ao campo da economia, ao ressaltar que o assunto é exclusivo do Conselho de Segurança.

Ban reconheceu o direito do Irã, como qualquer outra nação, de possuir energia nuclear civil, mas reiterou que existe a obrigação de demonstrar ao mundo o caráter exclusivamente pacífico do programa.

O secretário também criticou Teerã por rejeitar a iniciativa da Rússia de enriquecer urânio para as necessidades da economia iraniana e por ignorar a proposta da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Ban insistiu que o Irã deve "cumprir suas obrigações" e voltar à mesa de negociações com o grupo negociador (cinco membros permanentes do Conselho de Segurança e a Alemanha) para estudar as propostas da AIEA.

O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, reconheceu hoje que a recusa do Irã em cooperar com a comunidade internacional pode dirigir à adoção de novas sanções.

"Como disse o presidente russo, Dimitri Medvedev, as sanções raras vezes são úteis, mas podem acontecer quando for inevitável. Não podemos excluir que tal situação se dê com relação ao Irã", disse Lavrov após uma reunião do chefe do Kremlin com a secretária de Estado americana.

Já Hillary Clinton disse que o desejo dos mediadores no conflito com Teerã é "idealizar sanções inteligentes", com o objetivo de conseguir uma mudança de atitude.

Da mesma forma, Lavrov indicou que "as sanções devem ser inteligentes, não paralisantes, para que não tenham um impacto humanitário negativo na população iraniana".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host