UOL Notícias Notícias
 

19/03/2010 - 12h12

Seguidores de Berlusconi preparam grande manifestação em Roma

Roma, 19 mar (EFE).- Roma se prepara para receber amanhã uma manifestação em prol do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, e de seu partido, o Povo da Liberdade (PDL), no que pretende ser uma resposta da centro-direitista aos protestos de sábado contra um decreto do Governo sobre a lei eleitoral.

O ato deve começar às 17h (13h, Brasília). Os manifestantes, que seguirão em passeata de diversos pontos da cidade, se encontrarão na Praça de São Giovanni, onde o PDL espera reunir meio milhão de pessoas.

A manifestação foi convocada pelo partido de Berlusconi e por movimentos próximos ao primeiro-ministro e tem como objetivo denunciar a suposta perseguição que o PDL sofre por parte de alguns juízes. Segundo os governistas, os magistrados tentam impedir o partido de participar da corrida eleitoral na região do Lácio.

Marcadas para os dias 28 e 29 de março, as eleições regionais concentram as atenções políticas da Itália. O PDL está recorrendo a todas as instâncias legais possíveis para conseguir que sua lista de candidatos pela província de Roma para as eleições no Lácio seja readmitida. O partido ficou de fora por entregar a lista 45 minutos depois do prazo.

Até agora as autoridades administrativas negaram os pedidos do PDL. Para conseguir participar do pleito, no dia 5 de março o Governo de Berlusconi aprovou um decreto de lei que interpretava a legislação eleitoral italiana, o que levou cerca de 200 mil pessoas às ruas no sábado passado.

A manifestação de amanhã vai contar com um amplo aparato técnico e de segurança (dois telões devem ser instalados na praça para projetar imagens) e três mil ônibus com seguidores do primeiro-ministro de todas as partes da Itália.

Os meios de comunicação do país também informaram que uma bandeira da Itália com 500 metros de comprimento e 8 de largura, será estendida durante o ato. que terá como lema "O amor sempre vence a inveja e o ódio".

Os tribunais readmitiram uma lista da Lombardia que tinha ficado de fora por problemas em sua apresentação.

Até o momento, a candidatura do partido de Berlusconi por Roma para as eleições do Lácio, apresentada em duas ocasiões graças ao decreto, está fora do pleito, pois só recebeu recusas, inclusive do Conselho de Estado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h49

    0,21
    3,286
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h54

    -0,08
    63.206,46
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host