UOL Notícias Notícias
 

20/03/2010 - 22h45

Onda de violência no México deixa quase 30 mortos

México, 20 mar (EFE).- Pelo menos 29 pessoas foram assassinadas nas últimas horas no México em uma alta da violência que afeta o país a poucos dias da segunda reunião do Grupo de Alto Nível México-Estados Unidos para analisar a Iniciativa Mérida e outros esquemas de cooperação contra o crime organizado.

Entre a tarde da sexta-feira e hoje os estados fronteiriços de Chihuahua, Tamaulipas, Nuevo León e Sonora, assim como os de Sinaloa, Guerrero e Michoacán, registraram vários confrontos entre os quais se destacam as oito mortes acontecidas nas imediações da comunidade de Celestino Gasca no município de Elota (Sinaloa).

"São oito mortos já confirmados", disse à Agência Efe um porta-voz da Procuradoria Geral de Justiça de Sinaloa, explicando que todas as vítimas estavam crivadas de balas.

Nesta região do noroeste do México domina o Cartel de Sinaloa, liderado por Joaquín "El Chapo" Guzmán, que disputa territórios com outras organizações criminosas, entre elas a dirigida por seus velhos aliados e agora inimigos, os irmãos Beltrán Leyva.

Em Ciudad Juárez, a cidade mais violenta do México, a Procuradoria de Chihuahua informou hoje que quatro pessoas, entre elas um jovem de 17 anos, morreram a tiros em fatos ocorridos desde a tarde de ontem.

Mais grave é a situação em Tamaulipas, já que o Centro de Informação Oportuna do Governo do Estado informou que nove pessoas foram assassinadas nas últimas horas, entre elas um militar em Cidade Victoria e dois comandantes da Polícia no município de Mante.

No vizinho Nuevo León morreu ontem uma mulher ainda sem identificar durante uma operação lançada por soldados da VII Zona Militar nas imediações de Monterrey, a capital do estado.

Por outro lado, em Sonora a Polícia Estatal Investigadora divulgou hoje a descoberta de dois cadáveres em estado de semi-decomposição, com vários disparos e com os pés e mãos amarrados, informou a dependência.

Além destes fatos, todos ocorridos na faixa norte do México, no sulista estado de Guerrero a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil informou que um grupo de policiais municipais foram atacados antes do meio-dia de hoje por sujeitos armados na comunidade de Tlachichilpa, município de San Miguel Totolapan, o que deixou um saldo de quatro mortos.

A eles é preciso somar uma pessoa mais que foi achada enforcada em uma ponte na cidade de Tuxpan, no estado ocidental de Michoacán.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host