UOL Notícias Notícias
 

20/03/2010 - 10h00

Papa manda inspecionar dioceses irlandesas onde foram cometidos abusos

Cidade do Vaticano, 20 mar (EFE).- O papa Bento XVI, além de ordenar uma inspeção nas dioceses e seminários irlandeses em que foram registrados casos de pedofilia, afirmou que os padres envolvidos nos abusos responderão pelos crimes "perante Deus e os tribunais".

Na carta que redigiu aos católicos da Irlanda, divulgada hoje pelo Vaticano, o pontífice expressa "abertamente" a "vergonha e o remorso" que sentiu pelos abusos sexuais contra centenas de menores cometidos durante anos por padres irlandeses.

Bento XVI também usa palavras duras contra os sacerdotes pedófilos, acusa os bispos irlandeses de não terem sabido conduzir os casos denunciados e diz que estes têm que reconhecer que cometeram graves erros de julgamento.

Em outro trecho da carta, o papa manifesta sua "grande preocupação" pelo ocorrido e afirma estar "profundamente consternado" pelos abusos contra crianças e jovens "indefesos" praticados por sacerdotes.

Aos católicos irlandeses, o pontífice afirma compartilhar "o desgosto e o sentimento de traição" que muitos experimentaram ao tomarem conhecimento "desses atos pecaminosos e criminosos e da forma como estes foram enfrentados pelas autoridades da Igreja na Irlanda".

Bento XVI também pede perdão às vítimas, repreende os prelados e dirige palavras muito fortes aos padres pedófilos.

Às vítimas, diz que sabe como sofreram dolorosamente, que nada será capaz de apagar o mal que suportaram e que a confiança que tinham nos sacerdotes foi traída.

"É compreensível que (para os menores que foram abusados) seja difícil perdoar ou se reconciliar com a Igreja. Em seu nome, expresso abertamente a vergonha e o remorso que todos nós sentimos", escreveu o papa, que pede perdão às vítimas.

Já aos sacerdotes e religiosos que cometeram os abusos, o pontífice diz que eles "traíram a confiança depositada" neles por jovens inocentes e pelos pais destes, e que responderão pelos crimes cometidos "perante Deus e os tribunais devidamente constituídos".

"Vocês perderam a estima do povo irlandês e lançaram vergonha e desonra sobre vossos semelhantes. Além do imenso dano às vítimas, houve um enorme dano à Igreja e à percepção pública do sacerdócio e da vida religiosa", acrescentou Bento XVI.

Aos bispos, o papa pede a colaboração deles com a Justiça e afirma que "é inegável" que alguns, "infelizmente", fracassaram na hora de aplicar as normas do direito canônico referentes aos crimes de abusos contra menores.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host