UOL Notícias Notícias
 
20/03/2010 - 18h27

Bases italianas recebem aviões de forças aliadas para operação na Líbia

Roma, 20 mar (EFE).- Vários aviões militares dos países da coalizão aliada chegaram às bases aéreas italianas que o Governo pôs à disposição da operação de intervenção na Líbia.

Além disso, o ministro da Defesa italiano, Ignazio La Russa, anunciou neste domingo que a Itália disponibilizará oito aviões de combate.

A Itália participa da operação na Líbia cedendo sete bases militares - Amendola, Gioia del Colle, Sigonella, Aviano, Trapani, Decimomannu e Pantelleria - às quais nas últimas horas chegaram vários aviões dos países aliados.

Na base de Trapani-Birgi, na Sicília, estão de prontidão desde este sábado vários caças militares italianos do tipo Tornado.

Nessa mesma base, foram dispostos também quatro caças do tipo Eurofighter prontos para intervir, assim como caças F-16, aviões de vigilância AWACS e várias aeronaves Tanker para o abastecimento em voo, informaram neste domingo os meios de comunicação italianos.

O aeroporto de Trapani fechará ao tráfego aéreo civil nas próximas horas e os voos serão desviados a outros locais como consequência das operações militares, informou o órgão responsável pela aviação civil italiana.

Durante a tarde deste sábado, chegaram às bases do país dezenas de aviões militares.

"Estamos ainda em uma fase logística, não operacional, e todo o aeroporto está preparado para possíveis eventos", disse o comandante da base de Decimomannu, coronel Alfredo Nazzi.

Vários aviões americanos se encontram na base de Aviano, ao norte da Itália.

No Mediterrâneo, há ainda cinco aeronaves italianas que foram desdobradas perante uma possível intervenção.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host