UOL Notícias Notícias
 

24/03/2010 - 10h21

Exército do Paquistão mata ao menos 21 em ofensiva contra talibãs

Islamabad, 24 mar (EFE).- Pelo menos 21 rebeldes já morreram na operação militar lançada ontem à noite pelo Exército do Paquistão contra esconderijos usados pelos talibãs em uma região tribal considerada o novo reduto dos fundamentalistas, informou nesta quarta-feira à Agência Efe uma fonte oficial.

"Obtivemos informações que dão conta da morte de 21 terroristas na região de Ajani, (na demarcação de) Orakzai", disse a fonte, que acrescentou que, até agora, os militares destruíram um bunker, um paiol e um centro de treinamento para insurgentes.

Segundo relatos, a operação em Orakzai começou ontem à noite, por terra e ar. A cargo dela, está a Guarda de Fronteiras, que tem o apoio de unidades militares convencionais.

O objetivo da ofensiva, que deverá ser de curta duração, são as instalações e esconderijos que o movimento Tehrik-e-Taliban Pakistan (TTP), em torno do qual vários grupos talibãs paquistaneses estão reunidos, têm na demarcação.

O Exército paquistanês já combate o TTP em outras áreas do noroeste e do conflituoso cinturão tribal na fronteira com o Afeganistão. Analistas acreditam que, nos últimos meses, Orakzai virou abrigo para muitos fundamentalistas que fugiram dos confrontos em regiões próximas.

O início da ofensiva coincide com a realização, hoje, de uma rodada de diálogo estratégico em Washington entre EUA e Paquistão.

As delegações estão sendo lideradas pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e o ministro de Assuntos Exteriores do Paquistão, Shah Mehmood Qureshi, mas também contam com a presença de comandantes militares, incluindo os chefes do Exército, Ashfaq Kiyani, e do serviço secreto (ISI), Ahmed Shuja Pasha.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host