UOL Notícias Notícias
 

24/03/2010 - 14h34

Israel ordena suspensão de deliberações sobre construções em Jerusalém

Jerusalém, 24 mar (EFE).- Israel suspendeu as deliberações de um comitê encarregado de planejar a realização de construções em Jerusalém, em meio à tensão com os Estados Unidos sobre os anúncios de novas casas na parte leste da cidade, ocupada em 1967.

O representante do Comitê de Planejamento e Construção do Distrito de Jerusalém, Yair Gabai, declarou hoje a uma rádio israelense que todas as deliberações desse órgão sobre novas edificações estão paralisadas após as divergências nas relações com os EUA.

"Infelizmente, desde a visita do vice-presidente dos EUA, Joe Biden, todas as sessões do comitê foram adiadas até novo aviso", afirmou Gabai.

Durante a visita de Biden, Israel anunciou que pretende construir 1.600 casas no assentamento ultraortodoxo de Ramat Shlomo, em Jerusalém Oriental, o que causou um grande mal-estar nas relações com os EUA.

Apesar da suspensão das atividades do comitê, foi anunciado hoje que a Prefeitura de Jerusalém deu sinal verde a um grupo de colonos para erguer 20 imóveis para judeus também em Jerusalém Oriental.

O último anúncio foi aprovado ontem, horas antes da reunião em Washington entre o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente dos EUA, Barack Obama.

A Autoridade Nacional Palestina (ANP) acusou Israel de não deixar terras para que os palestinos possam estabelecer seu futuro Estado, cuja capital seria Jerusalém Oriental.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    -0,14
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h55

    0,28
    68.905,54
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host