UOL Notícias Notícias
 

27/03/2010 - 15h15

Berlim negocia com os EUA recepção de presos da base de Guantánamo

Berlim, 27 mar (EFE).- O Governo alemão negocia com Washington a possibilidade de acolher presos do centro de detenção da base americana em Guantánamo (Cuba), informou hoje um porta-voz do Ministério do Interior.

A fonte confirmou uma informação sobre o assunto publicada hoje pela revista semanal "Der Spiegel" e disse que o Ministério do Interior alemão, junto com a Chancelaria e o departamento de Assuntos Exteriores, "reatou as conversas" com os Estados Unidos sobre a questão.

"O Governo alemão (...) mantém sua disposição de apoiar os EUA em seus esforços para desmantelar o campo de prisioneiros de Guantánamo", acrescentou.

Segundo a "Der Spiegel", uma delegação alemã viajou na semana passada à base naval americana para se reunir com os presos cuja eventual saída para Alemanha está sendo estudada.

A publicação revela que no final do ano passado, após meses de negociações, Washington propôs uma lista de nove candidatos para Berlim, alguns inclusive já foram recebidos por outros países.

A Alemanha estuda receber três presos: um palestino, um jordaniano e um sírio. O palestino, nascido na Cisjordânia, pertence a um grupo religioso conservador e foi detido no Paquistão, enquanto o cidadão jordaniano viajou ao Afeganistão no verão de 2001 e o sírio foi atendido em um hospital de Cabul e detido pouco depois.

O Ministério do Interior, o Escritório Federal de Investigação Criminal e o departamento federal de Imigração deve elaborar agora um relatório sobre a personalidade dos reclusos e o risco que a sua recepção pode supor para que o ministro do Interior, Thomas de Maizière, tome uma decisão o respeito.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host