UOL Notícias Notícias
 

03/04/2010 - 05h31

Vaticano não compara críticas ao papa com o antissemitismo

Cidade do Vaticano, 3 abr (EFE).- Comparar as críticas ao papa pelos casos de padres pedófilos com o antissemitismo "não é a linha do Vaticano", afirmou o porta-voz, Federico Lombardi, matizando as palavras do Predicador da Casa Pontifícia durante a celebração da Paixão do Senhor na Sexta-Feira Santa.

Lombardi, em uma declaração publicada hoje pela Rádio Vaticano, afirmou que "assemelhar os ataques a Bento XVI pelos escândalos de abusos sexuais de sacerdotes a crianças com o antissemitismo não é a linha mantida pela Santa Sé".

O jesuíta Lombardi acrescentou que o Predicador da Casa Pontifícia, o franciscano Raniero Cantalamessa, só quis tornar pública a solidariedade ao Pontífice expressada por um judeu, tendo em conta "a experiência de dor sofrida por eles".

"Foi uma citação que pode dar pé a más interpretações", reconheceu Lombardi.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h20

    0,24
    3,137
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host