UOL Notícias Notícias
 

04/04/2010 - 14h31

Tribunal do Cairo liberta 'número 2' dos Irmãos Muçulmanos mais 15 membros

O Cairo, 4 abr (EFE).- O Tribunal Penal do Cairo ordenou hoje a libertação do número dois da organização ilegal dos Irmãos Muçulmanos do Egito, Mahmoud Azat, e de outros 15 membros, informou à Agência Efe um advogado da defesa.

"O número dois da organização, Mahmoud Azat, e o responsável de Informação, Esam O Arian, e outros 14 militantes foram postos em liberdade", precisou o advogado do grupo, Abdel Menem Abdel Maqsud.

No dia 8 de fevereiro 12 membros da proscrita mas influente organização islamita foram presos, entre eles o "número dois". No dia 11 de fevereiro outros 14 membros foram detidos, e no dia 18 mais 12, entre eles um componente da direção do grupo.

No dia 23 de março foram detidos 45 simpatizantes da organização em diferentes pontos do país por sua participação em atos de protesto e solidariedade com os palestinos.

O grupo dos Irmãos Muçulmanos, criado em 1928 por Hassan ao Bana e proibido em 1954, é semitolerado pelas autoridades que permitem que seus membros participem como independentes nas eleições para o Parlamento, onde possuem uma quinto das cadeiras atualmente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host