UOL Notícias Notícias
 

05/04/2010 - 20h44

Marina afirma que pretender manter política econômica caso seja eleita

São Paulo, 5 abr (EFE).- A ex-ministra do Meio Ambiente e senadora Marina Silva, que concorre à Presidência pelo Partido Verde, disse hoje que caso eleita manterá a atual política econômica.

"Nós temos uma política econômica baseada no tripé do superávit primário, a política cambial e o controle da inflação a partir de metas. Durante um tempo isso era chamado política neoliberal, mas ultimamente não vi mais esse termo associado a essas três ferramentas. Elas devem ser mantidas, reorientando o processo", comentou Marina.

A senadora foi uma das fundadoras do PT e abandonou o partido por diferenças ideológicas com membros do movimento e com outros ministros do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ela visitou hoje o ABC e defendeu o aumento do rigor na diminuição das taxas de juros e no aumento dos investimentos.

"Foi graças às reservas que temos que foi possível atravessar essa crise econômica sem grandes sobressaltos e fazer os incentivos necessários. O que chamo economia de 'sob carbono'. Alguns dizem que é impossível, mantendo esse tripé, fazer essa nova economia, mas claro que é possível", afirmou.

Os recursos, segundo Silva, devem ser destinados ao "desenvolvimento sustentável, social e cultural".

Apesar de defender a atual política econômica, Silva ressaltou que sua proposta é diferente da feita pela ex-ministra da Presidência e candidata do PT, Dilma Rousseff, e da do ex-governador de São Paulo e candidato do PSDB, José Serra, favoritos nas pesquisas de intenções de voto.

Enquanto Serra e Dilma estão acima dos 30% nas pesquisas, Marina aparece com uma percentagem que ronda os 10%.

"Meu projeto é completamente diferente. Não de 'desenvolvimentismo', no que ambos se parecem. Não pode haver crescimento sem que ele se transforme em uma melhoria na vida das pessoas em todos os aspectos", apontou.

A candidata foi uma ativista ecológica famosa e lutou ao lado do líder amazônico Chico Mendes, assassinado no fim dos anos 1980.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host