UOL Notícias Notícias
 

05/04/2010 - 01h01

Morales se declara vencedor em 6 das 9 governações da Bolívia

La Paz, 4 abr (EFE).- O presidente da Bolívia, Evo Morales, assegurou que seu partido ganhou seis das nove governações em disputa e três das dez Prefeituras mais importantes nas eleições regionais e locais realizadas neste domingo no país.

"Em 2005, o Movimento Ao Socialismo (MAS) só tinha três governadores e agora aumentamos em 100% e temos seis governadores confirmados", disse Morales durante uma entrevista coletiva no Palácio do Governo de La Paz para avaliar a jornada eleitoral.

O governante insistiu em destacar o "grande salto" dado por seu partido no pleito departamental porque, segundo a informação com a qual conta, obteve triunfos nas governações de La Paz, Cochabamba, Chuquisaca, Oruro, Potosí e Pando.

Em nível de Prefeituras, o partido governamental triunfou em Cobija (Pando), Cochabamba e El Alto, um resultado destacado por Morales porque seu partido em 2004 não ganhou em nenhuma capital.

O líder também mostrou sua segurança em que o número global de prefeitos do MAS que ganharam hoje em municípios intermediários e pequenos chegará a duas centenas de um total de 337, o dobro dos cem prefeitos que seu partido conseguiu nos pleitos locais anteriores.

Segundo o presidente, seu partido também aumentou o número dos vereadores em vários municípios do país, incluindo nas regiões onde hoje ganharam os governadores opositores como Santa Cruz.

As pesquisas de boca-de-urna divulgadas pelos meios de imprensa refletiram a vitória de opositores em Santa Cruz, Beni e Tarija e que a situação em Pando é ainda incerta porque é curta a diferença entre o Governo e a oposição.

Morales também tinha apostado em uma vitória na cidade de La Paz, onde foi eleito o candidato do Movimento Sem Medo (MSM), uma força de esquerda que foi aliada do Governo no primeiro mandato do presidente.

Os resultados definitivos e oficiais da eleição regional e municipal só devem ser conhecidos no dia 24 de abril.

O governante também disse que com os resultados convoca os opositores "a trabalharem de maneira conjunta", mas estes têm que entender "que o processo de mudança não vai parar".

Morales disse que se os opositores não se somarem a seus projetos pelo menos apresentem com sua gestão para que ganhe a população, pois o confronto de exercícios anteriores "prejudicou" a relação entre o Executivo e as regiões de líderes opositores.

"Não quero nenhum confronto, mas queremos que os cinco anos de gestão sejam em benefício do povo", disse o líder ao ratificar sua satisfação com os resultados obtidos hoje.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    $date.format("HH'h'mm", $data)

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host