UOL Notícias Notícias
 

06/04/2010 - 13h12

Karadzic volta a pedir suspensão de seu julgamento por considerá-lo injusto

Bruxelas, 6 abr (EFE).- O ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic voltou a pedir a suspensão do julgamento contra ele no Tribunal Penal Internacional para a Ex-Iugoslávia (TPII, na sigla em inglês) ao considerar que algumas das decisões da Corte impossibilitam um processo justo.

Em mensagem divulgada hoje pelo TPII, a defesa de Karadzic afirma que a acumulação de eventos e depoimentos acabaram se tornando "uma avalanche de provas incriminadoras antes inclusive do início do julgamento".

"Não há forma de que Karadzic possa receber um julgamento justo sob essas circunstâncias", assinala a moção enviada pela defesa do acusado.

O ex-líder dos sérvios da Bósnia já tentou em várias ocasiões interromper o julgamento contra ele, mas a sala de apelações do TPII impediu suas últimas tentativas e decretou que o processo seja retomado em 13 de abril.

A ausência de Karadzic durante os três primeiros dias do julgamento, em outubro passado, que alegou não ter tido tempo suficiente para preparar sua defesa, havia obrigado o adiamento do processo para março.

Em 2 de março, um dia após o reinício do processo, o julgamento teve que ser novamente adiado à espera da resolução da sala de apelações publicada na semana passada sobre o recurso interposto por Karadzic a um pedido de adiamento que tinha sido negado em primeira instância.

O tribunal deve se reunir a partir do dia 13 de abril três dias por semana para ouvir os depoimentos das testemunhas e analisar as provas apresentadas por ambas as partes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host