UOL Notícias Notícias
 

08/04/2010 - 01h57

Deslizamento deixa mais duas pessoas mortas em Niterói

Rio de Janeiro, 7 abr (EFE).- Um novo deslizamento de terra em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, deixou pelo menos dois mortos e cerca de vinte pessoas soterradas, elevando a pelo menos 147 o número de pessoas mortas em decorrência das chuvas que atingem a região desde a última segunda-feira.

Cerca de 100 bombeiros, com ajuda da Polícia e de alguns vizinhos, trabalham durante a madrugada para buscar sobreviventes após o desmoronamento que atingiu entre 30 e 40 casas, segundo os cálculos.

Nas primeiras horas após o deslizamento, os corpos de resgate conseguiram salvar com vida pelo menos 23 pessoas entre os escombros.

A zona afetada é uma comunidade carente com habitações construídas nas encostas de um morro em Niterói, cidade mais castigada pelo temporal, onde já foram contabilizadas 81 vítimas fatais desde segunda-feira.

As autoridades acreditam que várias dezenas de pessoas continuam sob os escombros, mas o número é incerto, já que a Prefeitura tinha pedido à população que abandonasse as casas nas encostas dos morros, consideradas as zonas mais vulneráveis a deslizamentos.

Segundo o último balanço da Defesa Civil, além dos 147 mortos confirmados, cerca de 50 pessoas estavam desaparecidas antes deste último desmoronamento.

Em toda a área metropolitana do Rio, 14,7 mil pessoas foram retiradas de suas casas e os hospitais atenderam cerca de duas centenas de feridos.

Os temporais de segunda e terça-feira foram considerados os piores sofridos pelo Rio em 40 anos, e os meteorologistas disseram que o volume de água que caiu em doze horas é mais que o dobro do esperado para todo o mês de abril.

A chuva deu uma trégua durante a manhã da quarta-feira, permitindo que o Rio e sua região metropolitana voltassem à normalidade, mas o temporal voltou a aumentar à tarde.

A previsão para quinta-feira indica que as precipitações podem continuar, mas com intensidade mais moderada que ao começo da semana.

Em todo caso, as autoridades temem que possam acontecer novos deslizamentos, já que a terra já está úmida e pode ceder facilmente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,29
    3,155
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h56

    -0,06
    68.674,30
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host