UOL Notícias Notícias
 

09/04/2010 - 18h20

Executivo diz que, apesar de terremoto no Chile, "não faltará vinho"

Santiago do Chile, 9 abr (EFE).- José Manuel García-Huidobro, executivo da vinícola Concha y Toro, disse hoje à Agência Efe que, apesar das perdas ocasionadas no setor pelo terremoto de 27 de fevereiro no país, "não faltará vinho no mercado".

"Vamos ter vinho chileno para muitos anos mais e para este também, portanto ninguém deve se preocupar", disse o empresário.

Segundo a Vinhos do Chile, associação do setor, com o terremoto que castigou o centro e sul do Chile foram perdidos 125 mil litros de vinho.

García-Huidobro reconheceu as perdas sofridas, avaliadas em US$ 100 milhões, e negou que os números da associação estejam subestimados e que se esteja tentando esconder os mesmos para tranquilizar os compradores e exportadores estrangeiros.

Além disso, explicou que possivelmente os concorrentes argentinos estejam tentando tirar proveito da situação, mas disse que estão tranquilos em sua empresa, porque "o estoque de vinho é bom".

"Estamos muito bem posicionados e estamos tomando todas as medidas para que não falte vinho em nenhum mercado", assegurou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    0,77
    3,176
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h45

    -0,32
    64.940,87
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host